terça-feira, 26 de abril de 2011

Mulheres

Nesse primeiro Post ainda não vou falar de esmaltes...sahushua. Mas vou falar de quem os usa. Essas intrigantes e fascinantes criaturas que encantam, embelezam, dão vida e colorem a vida de todos que as cercam: Nós mulheres!

A idéia de começar com esse texto surgiu depois de postar no meu Ualah (uma mistura de micro blog e twitter) sobre a abertura desse blog e uma cidadão vir comentar que não sabe como conversamos sobre esse tipo de assunto. Aquelas velhas máximas masculinas que todas nós já conhecemos. Expliquei pra ele que que somos mulheres e que isso nos dava a condição de conversar sobre coisas que estavam acima da compreensão masculina e ponto.

Então Vamos ao texto:

Mulher


Passa a vida inteira, lutando contra o próprio cabelo.
Compra uma blusa que não combina com mais nada,
só porque o preço estava irresistível.
Corta o cabelo, fica com cara de cachorrinho,
e ainda ter que ouvir os outros dizerem:
"Mas por que você fez isso?"
Consegue guardar de memória quem casou,
quem separou, quem se revelou *%#@&!,
e quem desistiu da carreira.
Tem uma bolsa que mais parece a necessaire da avó do Mc Gyver, de tantas coisas acumuladas e inacreditáveis que existem dentro dela.
Fala de intimidades que os homens sequer imaginam possuir!
É tratada feito idiota pelo mecânico na oficina.
Fingi naturalidade durante um exame ginecológico.
Chora quando o pai do Rei Leão morre deixando o filhino.
Usa o poder de uma calça jeans, ou de um body de lycra, para rediagramar a estrutura do corpo.
Tem crise conjugal, crise existencial, crise de identidade, crise de nervos!
É mãe solteira, mãe casada, mãe separada, mãe do marido.
Assisti a um videotape de futebol, só pra fazer companhia ao gato!
Lava a calcinha no chuveiro. E depois pendura na torneira, para horror do sexo masculino.
Dormi com um homem que ronca.
Dormi com um homem barrigudo que ronca.
Come uma caixa inteira de bombons porque brigou com namorado, passar mal, e ainda por cima ficar arrasada porque saiu do regime.
Escuta que mulher no volante perigo constante.
Depila a perna de 15 em 15 dias - com cera!
Rasga a meia na entrada da festa.
Sente-se pronta para conquistar o mundo, quando estão usando um batom novo!
Fica realmente infeliz, porque não tem uma roupa legal para sair.
Chora no banheiro, se olhando no espelho para ver qual o melhor ângulo.
Acha que o seu relacionamento acabou, e depois descobre que era tudo tensão pré-menstrual.
Nunca sabe se dá pra dividir a conta,ou se dá pra ficar meiguinha.
É chamada de tia por uns brotinhos bem gatinhos.
Coloca uma cinta para disfarçar a barriga.
Fica completamente feliz, porque ele ligou. Briga, só pra fazer as pazes depois.
Diz não, para ele insistir bastante, e aí­ ter que dizer sim!
Casa-se com um magricela, que jamais vai poder entrar numa boa briga por sua causa.
Experimenta as novas técnicas sexuais propostas por ele, sem cair na gargalhada.
Fica esperando o marido na cama , enquanto ele fica lendo sua página de esportes...
Sorri gentilmente para o cliente enquanto uma cólica louca te rasga como se fosse uma bazuca...
Enfim, só uma mulher sabe o que é ser mulher.

(Autoria Desconhecida)



Sejam todas Bem vindas!

2 comentários:

Camila Novaes disse...

KKKKKKKK!
Que texto legal amiga!!!!
É duro ser mocinha!kkkk

Amei o blog!
Vou deixar minhas unhas crescerem para aproveitar suas futuras dicas!kkkk

Beijooo!

nathi disse...

Jo, ameii o texto amg,e o blog também, ain to loucas aque com os novos esmaltes rsrs..
bjs cunha ♥ Nathi